Empreendedor brasileiro alcança fama no Japão como agricultor

cebolinha Saito

Walter Toshio Saito, 50 anos, nasceu em Terra Boa (PR), e chegou no Japão como decasségui no início da década de 1990. Após trabalhar cinco anos como operário, ele montou uma empresa de recrutamento de funcionários, aproveitando sua experiência no local. Apesar disso, seus negócios não resistiram à grande crise mundial desencadeada pela quebra do banco de investimentos Lehman Brothers, nos Estados Unidos, em setembro de 2008.

Sem se abater, mesmo assim, com os olhos de “águia”, encontrou na agricultura oportunidades de empreender. Walter foi para Kamisato, em Saitama, onde começou a produzir legumes e verduras, apreendendo a fazer estufas para proteger as suas plantações das geadas e neves.

Atualmente tem plantações de “naganegui” – cebolinha longa, couve, brócolis, acelga, berinjela, mini-tomate, jiló, quiabo, alface, milho, mandioca, etc., em sua propriedade que tem 40 hectares de área cultivada. É uma grande propriedade no Japão, onde a média nacional é de 2,98 hectares por família. Hoje é considerado “O Rei da Cebolinha do Japão”.

Altruísta, na época do “tsunami” e terremoto de 2011 na região de Miyagi, ele arrecadou arroz para fazer “onigiri”. Para os japoneses é muito prático, tendo água dá para cozinhar o arroz e tendo “furikake”, já dá para fazer um bom “onigiri”. Assim, ele conseguiu arrecadar três toneladas de arroz e levou para a região afetada pelo “tsunami” e terremoto.

Palestra de Walter Toshio Saito

Dia 08/03/2019 – 6ª feira, às 11 horas – Entrada Franca

No Salão Nobre do Bunkyo – Rua São Joaquim, 381 – 2º andar.

Informações: tel. (11) 3208-1755 – com Reimei Yoshioka / Sayuri Hibino

Promoção: Comissão Bunkyo Rural, Comissão Prêmio Kiyoshi Yamamoto e Comissão de Relações Empresariais da Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social (Bunkyo).